}

Por: Chico Pedrosa em 21 de janeiro de 2021

Doutor Marcos Heridijanio diz que pode ser candidato em 2022 para presidente da república

Obtivemos uma informação que o ex-candidato a prefeito de Petrolina (PE), Sertão do São Francisco, Doutor Marcos Heridijanio (PSOL/PE) estaria planejando voos mais altos nas eleições de 2022, disputar o maior cargo político do país, a presidência da república.

Filiado ao PSOL, defensor do ex-presidente Lula, crítico ‘ferrenho’ ao governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e do grupo político que dá sustentação ao governo bolsonarianos na cidade, Doutor Marcos em entrevista concedida ao blog Fábio Cardoso na tarde desta quarta-feira (20) falou da possibilidade da disputa, entretanto, não revela qual o partido que teria feito o convite ao mesmo. “Eu sou um defensor do mandato do PT e de Lula. Eu tinha um desejo muito grande de ser candidato, mais hoje eu me sinto muito confortado no PSOL e as vezes sou agraciado com convites também para ser candidato a governador pelo PSOL por alguns membros integrantes do PSOL, mais como esta legenda conversou comigo e queria saber da minha disposição de ser candidato a presidente pela legenda eu obviamente estou à disposição. Obviamente eu quero contribuir para combater a desinformação que ocorreu nesses últimos quatro anos neste pais. Mesmo que não seja algo fácil, qualquer palavra ou ajuda que eu der para combater a desinformação eu já ficaria satisfeito em ajudar este país”, relatou Marcos.

O médico deixou claro que uma possível pré-candidatura do ex-presidente Lula o mesmo desistiria de concorrer ao pleito eleitoral. “Obviamente eu retiraria minha candidatura caso o judiciário permitisse que o presidente Lula fosse candidato. Agora em uma negativa do judiciário eu estou à disposição de qualquer legenda de esquerda, de qualquer legenda que concorde que devemos combater a desinformação, unir este país. Eu estou disposto até de mudar meu discurso, tornando menos áspero, menos desagregador até de me polir mais para contribuir com a legenda que queira realmente enfrentar que eu considero um período muito ruim no país”, pontuou Marcos Heridijanio.

Fonte: Blog Fábio Cardoso